---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Histórico

Publicado em 03/07/2014 às 11:00 - Atualizado em 05/06/2018 às 10:15

A cidade de Gravatal está localizada ao Sul do Estado, na posição geográfica de 28°19'51"S e 49°02'06"W, possui como municípios limítrofes: Armazém (ao Norte); Imaruí e Laguna (a Leste); Braço do Norte e São Ludgero (a Oeste); e, Tubarão e Capivari de Baixo (ao Sul). O clima é temperado, com uma temperatura média anual entre 18ºC e 27ºC. O município possui uma área de 194 km², e, encontra-se a 18 metros do nível do mar. 

O relevo é constituído por uma superfície plana, ondulada e montanhosa - serras cristalinas, embasamento cristalino, formação de escudo cristalino, cujo solo álico possui baixa fertilidade, com altos teores de alumínio trocável e baixos teores de bases trocáveis, apresentando textura de argilosa a média argilosa e, em muitos casos, com cascalhos ou cascalhenta, sendo que normalmente a argila de atividade baixa, restringindo o manejo da terra (TRAVASSOS; PALMEIRA, 1992, p. 17).

O povoamento de Gravatal está ligado à crise que a Europa estava sofrendo. "O Brasil representava a terra prometida - Canaã - então o governo europeu incentivou a saída das pessoas para o nosso país" (DUARTE, 2001, p. 19). O país representava um significado melhor para suas vidas.

A grande diversidade étnica presente até hoje, deve-se ao deslocamento natural de moradores da Colônia de Santo Antônio dos Anjos da Laguna (atual Laguna) para Gravatal. Lá, os imigrantes, dividiram espaço com os índios (Bugres-Botocudos) que já existiam e usufruíam das águas termo minerais. Ainda hoje, é possível encontrar machados, pontas de flechas e lanças junto às fontes termais, deixados por este povo primitivo.

Santa Catarina, antes de sua colonização pelo homem branco, era habitada por indígenas da grande nação Tupi-Guarani. Os Botocudos, os Bugres e os Xoclengs habitavam os vales litorâneos e as encostas do Planalto, no sudeste de Santa Catarina, região onde hoje se situa Termas do Gravatal. (CONSTANTINO, 2005, P. 10) 

A história de Gravatal esta relacionada diretamente com a brasileira. Entre 1494, após a assinatura do Tratado de Tordesilhas, até 1801, com o tratado de Badajós, estas terras pertenciam à Espanha. Porém, com a vinda da Família Imperial para o Brasil, deu-se início a formação do Império. Nesse período as águas minerais do sudeste catarinense, foram visitadas por D. Pedro II e D. Leopoldina. As terras onde se situam Gravatal passaram a pertencer ao patrimônio imperial, reservados a princesa Isabel.

continua nos itens .....


Galeria de Arquivos